domingo, 30 de janeiro de 2011

“O erro faz parte disso, isso é poesia."

Ontem postei um comentário sobre um dos Cadernos da Claire Fay. Diante da informação que a autora havia cursado a Academia de Artes de Praga fui para o novo/velho Google tentar  descobrir quais artistas haviam cursado tal escola.



Lá encontrei  o Blog da Cultura que me permitiu conhecer  o trabalho do Miroslav Tichy. Na verdade graças à jornalista Kelly Souza conheci a sensacional história. Sensacional é pouco. 


No Blog, assinado pela jornalista, tomei conhecimento sobre a “novelesca”história do Tichy. 

Para entender a expressão “novelesca” é vital saber que o cara viveu, por mais de 20 anos em Kyjov, cidade da Morávia. Um andarilho, maltrapilho e barbudo, que vagava pelas ruas da República Checa com câmeras fotográficas caseiras feitas de papelão e outros materiais improvisados. 

Buscava em praças, parques, piscinas, estação rodoviária e outros locais públicos, seu objeto de desejo e obsessão: as formas femininas. Entre as décadas de 60 e 80, Tichý disparou de forma clandestina cerca de 90 fotos por dia. 


A história desse talentoso artista é digna de um folhetim. Somente  em 1981, seu acervo pessoal, até então secreto, foi descoberto por um vizinho. Seis anos, depois de ganhar em 2004 o Prêmio da 1.ª Bienal de Arte Contemporânea de Sevilha, Tichý começou a ser conhecido fora de Kyjov.

O mundo começou  a se interessar pelo excêntrico e desconhecido artista. Em 2010, o International Center of Photography (ICP), em Nova York, realizou a primeira mostra. Depois de décadas ele foi reconhecido como artista. 

Segundo ele: “O erro faz parte disso, e isso é a poesia”.

Para conhecer mais sobre o artista clique nesses dois endereços: http://www.tichyocean.com/ ou www.cultura.updateordie.com
Imagens do site Tichyocena.com
A trilha não poderia ser outra: Gentileza, com Marisa Monte http://www.youtube.com/watch?v=mpDHQVhyUrY

sábado, 29 de janeiro de 2011

Caderno para final de semana



Nessa semana, enquanto aguardava o inicio da coletiva que apresentaria a nova marca da PDG (controladora de nosso cliente Goldfarb) em Porto Alegre, fui à Cultura para comprar a última Gula. Lá esbarrei no caderno de passatempo da Claire Fay “Caderno de rabiscos para adultos que querem chutar o balde”. A autora começou a criar livros nos ateliers de tipografia da Academia das Belas Artes de Praga. 

A instituição fundada em 1799 foi criada com o objetivo de promover a arte e educação. Hoje tem programas em arquitetura, pintura, gravura, escultura, cinema e animação entre outros. Parte do talento e sucesso da Claire certamente se deve a sua passagem nessa escola.
É um caderno para o final de semana. Só?
Imagem de gravuras do artista tcheco Miroslav Tchy que também cursou a Academia de Praga (www.cultura.updateordie.com )
O Caderno, na voz do Chico 

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

“Você acha que o dinheiro é a raiz de todos os males?”



Criei o Kurtpensar como forma de mergulhar, não surfar, nas redes sociais. Como publicitário da geração analógica, considero  dever de ofício conhecer e tentar entender esse novo mundo que esta aqui na minha tela. Assim vou descobrindo novas ideias, novos conflitos, novos debates, outras formas de pensar. Produzir um post diário pode parecer fácil. Alguém poderá dizer “é exercício de ctrl c + ctrl v. Não é. Pesquisar, ler e construir um argumento é muito mais. 

Pois nesse exercício diário é que cheguei ao site do RSA (Sociedade Real para o Incentivo das Artes, Manufatura e Comércio) fundada em 1754. Mergulhando no site descobri o artigo do Johathan Rowson, enxadrista escocês – terceiro melhor daquele país – que esta na área Projetos do Blog RSA. Com um título provocativo, que esta no título do post, e um texto de qualidade. Inclua o RSA entre seus favoritos. Não precisa nem dominar a língua inglesa, o Google tradutor democratizou a informação produzida por outros idiomas.
Ganhei a noite. Não dinheiro.
Pra finalizar fica a provocação do autor:
“Você já se perguntou o que esta na raiz de todo o dinheiro?”
Para conhecer mais clique aqui: http://www.thersa.org/

Trilha do post não poderia ser outra: Marisa Monte cantando letra do Tim Maia. Não Quero Dinheiro..
http://www.youtube.com/watch?v=bQoTab5xUTg
Cartoon by visaopanoramica.com

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Almoço com a estrela ...




O titulo do post é uma referência a um tradicional de programa de TV da deáda de 70. Do tempo da Tupi. Você dirá: é velho. No caso concreto, não é pois é apenas uma associação com o almoço de hoje da CDL. Com várias horas de reunião almoço aprendi que elas se dividem em dois grupos. Almocei ou Aprendi. Na maioria esmagadora nos enquadramos na 1ª. Nada errado. Almoçamos todos os dias.  Já o segundo grupo é quase uma raridade.
E o caso de hoje . Graças ao meu amigo Beto Bottega, acabei tomando conhecimento  do encontro  no Plaza. O tema era relevante. Centésima edição da NFR . Mas mais, disse-me que o Saiani seria o palestrante. Não titubeie. Comprei na hora. 

O Edmour é uma referência no varejo brasileiro. Um ponto. Tive a felicidade de conhecê-lo graças ao Dado Bier, na época que ele comandava o marketing  da Advb. O Saiani é um estudioso. Um visionário. Mas tem uma característica rara entre os sábios:  é  um cara simples. Todo sujeito, verdadeiramente, talentoso é  simples, sabe que dinheiro não é tudo na vida. Felicidade, é. Saúde, é. Ser visionário,  é. Voltando ao almoço. Terminou quase no chá das 15h. O Edmour deixou a platéia de boca aberta. Até após o almoço. Mais de 200 espectadores atentos e firmes, ninguém foi embora. É o talento. É o Saiani. Se eu fosse da Seicho-No-Ie diria obrigado Saiani. Como não sou, digo: obrigado Saiani.  Almocei com a estrela e aprendi.Viva o talento.

Tema musical do post:
by Craig David

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Você tem hora marcada para rir ?





Você é do tipo que para dar boas gargalhadas tem hora marcada? Sabe o horário dos programas de rádio e TV e fica esperando? Ou então dá uma lida no Macaco Simão? Era o que eu fazia até conhecer o site Sensacionalista, www.sensacionlista.com.br, . Sensacional. Não é redundância é elogio mesmo. Inspirado no site americano The Onion, www.theonion.com, é feito por gente do ramo. Entre eles o Nelito Fernandes , ex-colaborador do Casseta & Planeta. Direção de arte e navegação bacanas.

Para um sujeito da geração analógica ,perfeito. Lembra um jornal impresso. Tem alternativas on line. No Twitter tem o Tio Dino e Anões em Chamas, só de vídeos. Continue rindo com ou sem hora marcada.
Vídeo em época de BBB tem quer das Mamonas Assassinas, Robocop Gay

Imagens by fabriciobezerradaguia.blogspot.com e visaoexterior.blogspot.com

domingo, 23 de janeiro de 2011

O macaco namorando a Girafa


A revista Piauí é um templo do texto primoroso e de pautas memoráveis. Não dá para não ler. Compro desde o primeiro número. Não assino nenhuma revista. Vou todo final de semana na Banca do Vilela. Na Vicente da Fontoura com Felipe Oliveira. Alguém dirá que é mais barato assinar. Eu curto o barato de ir ao Vilela. Assinante é um sujeito passivo. A banca é a banca. Não é só o paga e recebe. Foi lá que conhecei a Piauí e outras publicações. Desde o primeiro número. Voltando a Piauí. A edição de janeiro tem uma matéria interessante. Como sempre. “A Baleia Branca de Rodolfo Landim”, assinada por Luiz Carvalho. Relata a disputa do ex-executivo de Eike Batista. Ex é outro título que ele carrega. E e X . Faz sentido. Foi funcionário da Petrobras. Ficou lá mais de duas décadas. Saiu pelo canto do “X”, não do E. Um canto que foi recompensado com  50 milhões de reais por ano. Para quem ganhava 500 mil ano, foi uma sábia decisão. O cara é craque. Mereceu. Mas nem tudo foi um mar de pré-sal ou melhor de rosas. Segundo Landim ele é a Baleia Branca. “O Eike quer me destruir”, afirma o ex-poderoso do mundo “X”. A disputa trata  da  bagatela de 480 milhões de reais. É o que acha ter direito, o Landim. Vale ler a Piauí. Por essa e outras pautas. Todo mês. O embate entre e Landim e Eike lembra o que o primeiro cita na matéria. O macaco namorando a girafa. Dá muito trabalho. Sobe para beijar, desce para pegar na mão. Parece que o Landim beijou, pegou na mão. E agora? Deu  uma canseira. Ou?
Um vídeo em homenagem aos amigos: http://www.youtube.com/watch?v=pQ742o18yDo Amigos do Peito, Balão Mágico.
foto by tipoaqueleassim.blogspot 


sábado, 22 de janeiro de 2011

Wagner Tiso - Nos Bailes da Vida/Coração de Estudante (Milton Nascimento)

Brasileiro não vive sem...

Brasileiro não vive sem rádio. Um bordão criado faz muito tempo, mas, absolutamente atual. Particularmente tenho uma relação umbilical com esse meio. Nasci numa família de jornalistas. Meu pai dedicou-se ao meio jornal. Já meu tio, Abel Gonçalves, iniciou sua trajetória no rádio, fazendo rádio teatro.  De minha parte inicei  minha trajetória na comunicação via rádio. Gravando vinhetas para rádio Sucesso, do Cascalho e Noé. Graças ao jornalista Osvil Lopes (colunista de música da Folha da Tarde de POA) e o Edson Araújo, vulgo Kamarão (sabe tudo de música). A emissora ficava na 24 de outubro e depois foi para a Rua Uruguai. Tenho, até hoje, o equipamento que gravei meu primeiro piloto de programa. Discos e Dicas. Graças ao referido  fui selecionado pra trabalhar na rádio Progresso de Descanso em Santa Catarina. Inaugurei a emissora em novembro de 1982. Lá fazia de tudo. Programação, redação e o Bom dia Descanso. Antes do Bom dia Brasil da Globo. Voltei para Porto Alegre em abril de 1983. Trabalhei na Metrópole FM (hoje Itapema), Imigrantes (de São Leopoldo,), rádio Universal (agora Joven Pan) e Bandeirantes FM.

 Hoje sou um rádio escuta. Portanto Padre Landell de Moura, gaúcho, é um dos meus ídolos. Ontem comemorei  150 de seu nascimento. Visto, na epóca,  por uma população ignorante como herege, "impostor", "feiticeiro perigoso", "louco", "bruxo  e "padre renegado" por seus experimentos pagou com sofrimento, isolamento e indiferença sua posição de absoluto vanguardismo científico.Vitima do seu tempo e até agora um inventor pouco valorizado no Brasil. Comum no Brasil? Comum no Rio Grande?  Vai ganhar um selo comemorativo. Cento e cincoenta ano depois, É isso que ele merece? Claro que não. Brasileiro não vive sem rádio. Eu não vivo. E você?
Tem vídeo, sim. RPM , Rádio Pirata. Clica aqui: http://www.youtube.com/watch?v=0bsXihPJgYo&feature=channel

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Gloria nas alturas.

Não dá para deixar de registrar a nota que o Marcelo Perrone publicou, hoje, em Zero Hora na contra-capa do Segundo Caderno. No alto da página. É impressionante a força do jornal. Recebi  23 retornos via mail , além de uma dezena de telefonemas comentando a  publicação. Mais um prazer que a Gloria, sem acento, me proporcionou.Gracias Marcelo.!
Em todos os posts sempre procuro um tema musicl  que feche com o conteúdo. Nesse escolhi dois. Um é o vídeo  hit do verão na terra dos Castros, “Gozando en la Habana”, a outra é  Clocks Coldplay com o Buena Vista ,uma versão com uma pitada de  salsa. Clocks, da banda Coldplay.Sensacional. Eu prefiro esse vídeo. No final tem um registro especial em áudio. Vai lá:
http://www.youtube.com/watch?v=onpJ6fLBif8 – Buena Vista Clocks Coldplay

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

boas lembranças da decáda de 80



Dois papos interessantes na terça e quarta à noite. Conversando com o Felipe, Beto e Oca lembramos-nos do comício pelas Diretas , em 1984 , que aconteceu no Largo da Prefeitura de Porto Alegre no dia 13 de abril. Que dia. Ninguém, que estava lá, esquece. O local do jantar matou nosso papo. Um barulho insuportável. Foram 10 minutos de lembranças. Cada um lembrando o que e onde estava naquela data. Perdemos o fio da conversa. Ficar implorando para garçons te atenderem é dose. O que salvou a noite, além da companhia dos velhos amigos, foram algumas bonitas moças que desfilaram no salão. Já ontem foi diferente. O pequeno espaço da Puros Tabaco é um exemplo no outro  extremo. Atendimento perfeito do Antônio.Um bunker para papos com amigos. Passo lá umas três vezes por semana. Sempre tem uma conversa prazerosa ou um debate para afiar, ou mudar, minhas ideias. Encontro o Paulo Alencastro, Samir, Nasi, Fátima, Raquel, Roberto e tanto outros e é claro o  Antonio, dono do bunker. Ontem, conversando com ele e Roberto, falamos sobre lugares bacanas, na verdade simples, da pseuda  gastronomia de Porto Alegre. O Walter, na Cristovão, Chiwawa, na Getulio, Churrascaria do Negrão, na Getúlio, Convés, na Protásio  e  o Churrasquinho do Bigode na Ipiranga com seu memorável “cachurrasco”.
 

Um pouco sedado por um honesto Boscato Chardonnay, com esse mix de política e comidas triviais, emergiu de minha memória a foto do aperto de mão de Lula e Collor no debate de 89. Fiquei pensando qual dos apertos desses dois senhores vale? Os dos últimos anos ou de 89? Como diz um pensador noturno: tem certas coisas que só bebendo.
A trilha é  Coração de Estudante, com um toque especial do Wagner Tiso., clique para ouvir e ver:
http://www.youtube.com/watch?v=jje3hA_56tE

foto Lula e Collor by Clic Rbs

Cento e dez, numerologia, fatos e o martelo. Martelo?


No último domingo, dia 16 de janeiro, todos que acreditam no verbo empreender tiveram um dia para comemorar e reverenciar a saga e talento dos raros cidadãos alemães/brasileiros/gaúchos que decidiram construir uma história única  e atravessaram dois séculos  materializando  um templo de reverência ao empreendedorismo no Brasil e até fora dele.
Se utilizarmos uma abordagem reducionista é simplesmente 110 anos. Uma métrica  temporal, portanto, não do que foi vivido, aprendido e materializado  aqui entre os mortais. Numa abordagem mística alguém poderia usar a numerologia e dizer que analisando 110 chega-se a 22. Nessa perspectiva o número é considerado um “mestre: e têm um significado especial. Assim como o número 11. Aliás, 11 é o resultado que se chega ao somar os números que formam o nome em questão.
Deixando de lado a mística e voltando ao número 110 ,do ponto de vista de tempo, vale lembrar que nesse intervalo aconteceram fatos históricos e marcantes para nós mortais. Alguns impossíveis de esquecer:descoberta da Penicilina, Teoria Quântica, Código genético, Teoria do Big Bang, Criação do  Microchip e Fibra Óptica, Primeiro Vôo Espacial, Primeiro Transplante de coração,Primeira viagem a Lua, Criaçao da Microsoft e muito mais.
É pouco? Brincadeira. Quisera eu ter tido a oportunidade de acompanhar tantas experiências. Tanta  evolução. Ou evoluções.No campo dos conflitos da humanidade vale lembrar:  Queda do  Muro de Berlim , Bombardeio de Hiroshima, Morte do Kennedy, Revolução Cubana,Eleição do Mandela e a Morte de Gandhi. Claro que teria mais.

Daria para incluir muitos  outros temas nessa lista de paz e guerra. Não é o propósito deste post.
Quero lembrar que no dia 16 de janeiro de 2011 o Grupo Gerdau completou 110 anos de existência. De história. De orgulho e estímulo a várias gerações.. Hoje dá para dizer que para quem só tinha pregos nem tudo era martelo. Cento e dez anos. É muito? Muito a ser reverenciado. Muito a aprender. Com a história da empresa. De seus líderes.  Com a nossa história. Vale pensar quantos “Gerdaus” nossos empreendedores criaram nos últimos dois séculos? Ninguém diria que em 1901, naquela fábrica, estávamos diante do que hoje denominaria-se benchmarking. É assim. Empreendedores são sonhadores. Depois viram pesquisados. Correto. Menos para quem empreende. Ninguém sonha e projeta sua organização para ser um case acadêmico ,mas para acontecer. Acontecendo vira caso de estudo. Ainda bem.

Conceito. Valores. Trabalho. Foco. Talento. Competência. Gestão. Vale aprender com a história.Com a história da Gerdau.  E tantas outras. Está aqui do nosso lado. Ajuda a construir a minha e, é óbvio,  a sua. Talvez, para tal, é melhor não ser martelo. Salve o prego!

Foto by Cool Hunter, ilustração Gandhi  retirado do site ottolopes.wordpress.com
Cartoon via  omeucantinhodasciencias.blogspot.com
Claro que tem vídeo. Raulzito. Eu nasci a 10 mil anos atrás, clica aqui: http://www.youtube.com/watch?v=3j2x29Lymtc&feature=related



domingo, 16 de janeiro de 2011

Gloria, Churchill e redes sociais


Volto a falar da Gloria, a cubana. O Rebelo fotografou e tentou me enviar, via mail,  a imagem da embalagem promocional da La Cubana. Clique feito na loja oficial dos Castros. Ele queria  saber , se eu teria interesse em comprar aquela raridade. Preço: 250 euros. Somente duas mil unidades. O charuto já é magnífico. A embalagem em cerâmica além de conter 25 puros vem com umidificador, ou seja, para sempre. Falando em puros de Havana a Veja dessa semana comenta o livro do jornalista escocês Stephen McGinty, O Charuto de Churchill. Li e anotei para comprar. Fui para o Google saber outros comentários a respeito da  obra.

Descobri que o Duílio Gomes, escritor e publicitário, já havia comentado a referida em setembro de 2010. A mídia tradicional fica devendo para as redes sociais? Creio que sim. Não resta nenhuma dúvida.Nem bombeiro pode apagar.
É proibido fumar, Skank; http://www.youtube.com/watch?v=aloFmcfaInc&feature=fvw

sábado, 15 de janeiro de 2011

O Haiti é aqui ?



As tristes noticias sobre a tragédia do Rio estão em todos os jornais, rádios, TVs. Pensei, durante todos esses dias, em não tocar nesse assunto. Lembrei de uma amiga, que visitou o blog, e disse: "legal, não falas em notícias ruins. Isso vejo todos os dias na mídia.."

Desculpe, querida amiga vou te decepcionar. Esse post é um  registro de solidariedade.

Não serve para nada. Ops serve para minha alma. Nada mesmo. O Haiti é aqui?

Mais de 600 mortos. Outros feridos para sempre. O Haiti é aqui!
Banda Trampa , do Caetano e Gil. Haiti.
fotos by G1- Globo.com
.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Prazer e dever.


O post da Gloria recebeu generosos registros. Tenho certeza que um pouco pelo texto e muito pela foto do Rebelo. Vários amigos talentosos na arte de escrever curtiram. O Duda Tajes, Sander Machado, Beto Bottega, Marco Poli e o Fábio Irigoite.Publicitários, jornalistas e administrador,nessa ordem.  Gente competente no seu ramo. Foi um duplo prazer. O reencontro com a Gloria e após  a manifestação dos “camaradas”. Por outro lado lembrei-me de um velho ditado: primeiro o dever depois o prazer. Resolvi inverter, mas não me esqueci do dever.
A imagem é de um anúncio escolhido como um dos 50 melhores do mundo   contra o tabagismo. O ranking saiu no final de novembro do ano passado no site 10 Steps SG. O título poderia ter sido do Sartre. “O homem esta condenado a ser livre”.
Falando em liberdade vale rever o Tim Maia falando, não cantando, sobre vários temas em 1999. Cantando é melhor

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Reencontro com Gloria Cubana.



Tão memorável como conhecer é reencontrar. É o meu caso com a Gloria Cubana. Loira? Morena? Negra? Cubana? Sim a última alternativa. Um prazer e tanto. Em 1996 conheci. Prazer na primeira noite. Sim foi num final de noite ao som do Chan Chan, regado a um bom e honesto Ventisquero. Era inverno. Após jantar com um cardápio especial: bacalhau grelhado com legumes. Receita do falecido Antônio do Gambrinus. Foi assim nosso último encontro. Agora nosso reencontro: dia 11 de janeiro de 2011. Graças ao meu fraterno amigo Fábio Rebelo. Aliás, ele merece um registro especial, pois, é uma espécie de Hanns Donner ao inverso. Craque na área de TI .Amante da fotografia nos últimos 25 anos e nos últimos dois virou amante profissional. Portanto não é  hobby, é  atividade profissional. Já esta ganhando espaço no mercado publicitário  e logo fará sucesso. Voltando ao reencontro vale registrar que não foi possível repetir o cardápio na integra, mas, parcialmente. Explico. Acompanhado por um Nalma, honesto. Nem loira, nem morena ou negra. Mas um puro de Havana. La Gloria Cubana. Prazeroso reencontro. Gracias a gentileza do Rebelo que, com sua esposa, passou a virada de 2011 em Havana e lembrou de me mandar mail no primeiro dia do ano, direto do país dos Castros. "Hola mi General!!!
Quiero llevarte un regalo desde Cuba! Montecristo, Cohiba, Partagás o otro? Cual te gusta?".Respondi que queria um reencontro com La Gloria.Dito isso,você deve estar imaginado quem é a senhora da foto? É a Gloria? Não. Simplesmente uma cidadã cubana fotografada  pelo Fábio. Sua expressão foi flagrada quando ele comentou quanto custa um puro de Havana no Brasil. Se fosse em 1996  a cara  seria outra. Glória sem acento. Viva Los Puros. Fumar faz mal pra saúde. Ninguém é perfeito.


Um pouco sobre La Gloria Cubana:
A Sociedade Cabañas e Castro criou, em 1885, La Gloria Cubana, cujos charutos de ótimo aroma não tardaram a conquistar prestígio entre os fumadores.  Por volta de 1950, a família Cifuentes, proprietária da legendária Partagás, adquiriu a marca.  Os irmãos Ramón e Rafael Cifuentes, responsáveis pelos processos produtivo e administrativo na Partagás, criaram a linha Medaille d'Or, visando a manter a tradicional qualidade da La Gloria Cubana, bem como seu mercado cativo.  Charutos fortes e de sabor intenso, estes habanos são muito bem elaborados e mantêm sua posição de destaque entre os aficionados.
Música com outra maravilhosa Gloria clica aqui:


Foto by Fábio Rebelo, janeiro de 2011

Crise da meia idade ?

Se você tem menos ,ou mais de 40 anos, já ouvi falar da chamada “crise da meia idade”. Segundo especialistas no tema essa fase afeta alguns (ou muitos) homens e mulheres. É um trecho da vida que esses indivíduos passam por uma crise de identidade. Interrogações no campo profissional, familiar, relacionamentos, crenças e valores brincam de gangorra nas mentes dos dragados pela crise dos 40.
Mas isso não acontece somente no universo das pessoas físicas, também esta presente no ambiente das pessoas jurídicas. Certamente sem a dramaticidade das primeiras. Normalmente pode se manifestar pela mudança de identidade. Da marca. De maneira sutil. Os marqueteiros denominam de evolução. Será o caso da Starbucks? Ao completar 40 anos a marca muda seu logotipo para ganhar novos mercados, segundo o CEO da companhia. 
É isso mesmo ou uma manifestação da crise dos 40? 
Saiba mais lendo o blog Coffee Break, da Elisa Campos repórter da Época Negócios. Vale incluir entre seus favoritos. Clique: http://colunas.epocanegocios.globo.com/coffeebreak/2011/01/06/starbucks-muda-de-logo-para-ganhar-novos-mercados/.
Leia ao som do vídeo Conversando no Bar com Elis:
http://www.youtube.com/watch?v=LrtpuIoKUUs&feature=related
foto: Epóca Negócios , coluna Coffee Break - janeiro 2011

Rápida reflexão sobre empreender, vencer ou perder.


O tema exige muito espaço para discorrê-lo, além disso, parece estar para lá de esgotado. Melhor, talvez já cansativo. Vamos economizar. Muito ou quase tudo já se falou sobre empreender no Brasil. Carga tributária absurda que empurra os novos empreendedores para a cesta da sonegação, da informalidade. Parte menos dolorosa de tal experiência, tema para outro post. Carga tributária talvez seja apenas uma, das várias faces, que assombra a vida real ou o sonho de começar um negócio. Daria para falar da burocracia, da falta de política e a falta de um arcabouço social para exercitar tal imaginário. E não estou falando de governo. Daria para falar do ambiente familiar que pouco estimula empreendedores. Por essas bandas só loucos empreendem. Não é verdade. Sonhadores empreendem. Claro que tem sonhadores e loucos com sorte e de uma maneira ou outra avançam. Com certeza mais competentes do que loucos e sonhadores. Esses dois prosperam e têm êxito. Voltando aos que não vencem é necessário anotar que quando se perde a batalha não sobra pedra sobre pedra. O que inibe os vencidos e os novos. Verdade seja dita: muitos vencem, mesmo já tendo perdido uma vez. Moral blogueira: para muitos empreendedores perder não significa perder. Dá pra voltar e vencer. Tem mais. Empreender não é um verbo que se conjuga na jurídica, mas também na física. Lado A e lado B. Na mesma bolacha.
Para exercitar tal equação é bom combinar com sua mente, aliados, BNDES e outros tantos. Cá com meus botões acredito que necessite muito mais. Creio que o principal ingrediente seja ideológico. Ideologia tem léguas de distância do interesse.
É um ato de fé, racional. Para tal ideologia é mister não contar com governos, políticos, parentes e falsas ilusões. Um post com nada de novo. Mas quem disse que esse espaço é para falar do novo?  Não se iluda. O que parece ser novo na nossa vida física, ou jurídica, pode ser o velho. Vale saber sobre velhos aprendizados. Nem deveriam serem chamados de velhos. Repetitivos, talvez. Redundância é uma forma válida de aprender.
Tema no vídeo é Barão Vermelho , O Poeta esta Vivo. Viva!
Imagem:
miniweb.com.br

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Em casa e junto do que gosta ?



Definido o novo clube do rapaz dá para afirmar que ele estará em casa. Samba, suor e moleza. Na foto com um dos ídolos do Fla numa saudável roda de samba. Dá para notar uma taça de vinho? De quem será? E o copo de ceva? "Halterocopismo" é um esporte nacional. Pouco recomendado para atletas. Ex-atleta pode.
Para homenagear a nova casa vamos de Chico. Homenagem ao Malandro.

Foto: Globo.com/11-01

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

corpo e alma , viva Descartes


Paixões da Alma.
No final de semana usei uma citação de René Descartes no episódio do Ronaldinho. Creio que adequada. Recebi vários retornos concordando , conceitualmente , com a analogia.  Não sou um expert em Descartes. Mas o pouco que conheço me faz reverenciá-lo como um pensador relevante para alimentar minhas reflexões. Contribui de maneira decisiva para que eu entenda  as paixões da alma, ou melhor  de minha alma.Contribui para minhas reflexões sobre as distinções entre corpo e alma ou corpo e espírito. Essa última hipótese é a que mais me enquadro. Corpo e espírito. Não é fácil viver o dia-a-dia pautado por tal reflexão. Poucos vivem seus dilemas existenciais sob essa perspectiva. Ética e cotidiano configuram  uma complexa equação diária. As paixões d’alma e do corpo são prá lá de lúdicas . Forma um mix critico: razão e emoção. . Segundo Descartes estamos condenados a sentir paixões ,mas ao mesmo tempo, considerar  possível controlá-las e que tal competência é uma questão de método. Divirjo. Alma , paixão e razão não combinam com método. Paixões da Alma estão no campo da emoção Método rasga a emoção. A emoção inibe a razão. No limite é  um dilema filosófico. Contradição? Sim ou não ?  Aguardo outra abordagem do   Mestre Descartes.
Enquanto ele nao volta duas trilhas  para esse post, espero que curtam:                                               
http://www.youtube.com/watch?v=NLHS1kP0Ztk&NR=1 Kleiton e Kledir , Corpo e Alma

http://www.youtube.com/watch?v=L-JQ1q-13Ek – Simon e Garfunkel, The Sound of Silence
Imagem by muraldosescritores.ning.com

domingo, 9 de janeiro de 2011

Chega de Tédio deputado Sossela.


O deputado Gilmar Sossela anunciou ontem e comentou hoje, em várias emissoras de rádio, a proposição que apresentará amanhã (ou terça) na Assembléia do RS que – poderá -  transformar  Assis e Ronaldinho em “Persona non Grata”. Achei válida a proposta. Menos pelo que ela propõe e mais por sua intenção. Com essa iniciativa o deputado inaugura uma nova fase no legislativo gaúcho. Explico. Assim poderemos cobrar tal atitude para outras situações mais relevantes. Por exemplo:” persona non grata” para deputados que votam aumento acima do economicamente legal. Ou então para deputados que não apresentem projetos relevantes. A reboque dessa proposição a sociedade poderia propor um sistema que crie critérios  para  avaliar o desempenho do legislativo. E por ai vai.  Deputados aprovem a proposta do Sossela, menos por sua face concreta e mais por seu conceito.Assim estabeleceremos  uma nova “jurisprudência” no legislativo gaúcho. A gauchada agradecerá. Ou então ,caros legisladores , tudo continuará esse “Tédio”.E ai não tem remédio.
Vai lá:
Biquíni Cavadão
foto by albirio.wordpress.com

Não assisti mas gostei ...



Infelizmente  não estive em Flops para assistir a Amy Winehouse . Perdi o show e tbe o bafão que Ronaldinho levou. Mas deixa prá lá. Pelo que li no Diário Catarinense valeu o ingresso. As duas atrações que antecederam foram 10. Um mix de soul music dos anos 70 e a Amy  fez o que tem feito. Segundo o jornal “show curto ,mas irrepreensível”. Confio na opinião do periódico.
Curta ai:
Janelle Monáe , linda e competente depois Mayer Hawthorne na sequência  a Amy e  para finalizar  uma  brasileira magnífica. Refiro-me a Marisa Monte.

http://www.youtube.com/watch?v=pwnefUaKCbc – Janelle Monáe com Tightrope
e  na sequência
http://www.youtube.com/watch?v=RAxBdYM8opg – Mayer Hawthorne
e  ela http://www.youtube.com/watch?v=nYb0vHU-Lvc&feature=related, Valerie
pra fechar a Divina  Marisa Monte
http://www.youtube.com/watch?v=NlzZv2xhFgI&feature=related

foto by Diário Catarinense 

pra fechar ou iniciar o dia



Pra fechar o dia ou iniciar... música, música, música, música.música.. Duas bacanas.
Garotada de minas e uma mina.
Agradeço sua escolta.
Skank e Diana Ross.
Aumenta o som e clica ai.
Skank – Vou deixar.
I Will survive - Diana Ross

Imagem by:  sistemaforadoar.blogspot.com

sábado, 8 de janeiro de 2011

“É prudente não confiar inteiramente em quem nos enganou uma vez.” René Descartes



Ao ouvir , desde o inicio da manhã, as principais emissoras de rádio fiquei com uma clara sensação:  Assis faz jus a frase de Descartes. Agora, depois das 15h , quando o Flamengo já assume a contratação do Ronaldinho e o Odone,  no outro extremo , assume que o Grêmio abondana as negociações.  Ficou  escancarado que a família é o que é. O Presidente, após reunião com o Assis, durante a semana deu a entender que   o negócio estava fechado. Esse contexto me faz lembrar o Chico Picadinho , Judas, e alguns espanhóis. Ou seja figuras não confiáveis. Gente que assume compromisso com pessoas e com  instituições e no minuto seguinte rompe. Por um único motivo: "quem nos enganou uma vez é prudente não confiar", segundo Descartes. O presidente Odone seus pares de   merecem nosso elogio e confiança pois tentaram, no limite, trazeram de volta o craque. Craque ou ex-craque ? Particularmente não acreditava que seria um bom negócio. Aliás , como já comentei, o Ronaldinho é a Paris Hilton do futebol. E o Flamengo é a Devassa. Por um único motivo:  é a terra original da cerveja. Ele que fique no Flamengo.Lá terá samba, suor e moleza. O que ele tem preferido nos últimos anos.  O Grêmio terminou 2010 com o melhor grupo dos últimos 10 anos. Vai lá Renato. Mostra que o Grêmio continua Imortal. Mostre que marketing nao é tudo. Sucesso Grêmio. Assis obrigado por confirmar a frase de Descartes.
Vamos de Clementino. Aleluia. Clica para ouvir o Engenheiros e depois curtam Zé Ramalho com Garoto de Aluguel. Vai lá.
http://www.youtube.com/watch?v=2X2SohI9xao 



Baby!
Dê-me seu dinheiro
Que eu quero viver
Dê-me seu relógio
Que eu quero saber
Quanto tempo falta
Para lhe esquecer
Quanto vale um homem
Para amar você...
Minha profissão
É suja e vulgar
Quero um pagamento
Para me deitar
E junto com você
Estrangular meu riso
Dê-me seu amor
Dele não preciso...
Nossa relação
Acaba-se assim
Como um caramelo
Que chegasse ao fim
Na boca vermelha
De uma dama louca
Pague meu dinheiro
E vista sua roupa...
Deixe a porta aberta
Quando for saindo
Você vai chorando
E eu fico sorrindo
Conte pr'as amigas
Que tudo foi mal
(Tudo foi mal!)
Nada me preocupa
De um marginal...
Baby!
Dê-me seu dinheiro
Que eu quero viver
Dê-me seu relógio
Que eu quero saber
Quanto tempo falta
Para lhe esquecer
Quanto vale um homem
Para amar você...
Minha profissão
É suja e vulgar
Quero um pagamento
Para me deitar
E junto com você
Estrangular meu riso
Dê-me seu amor
Que dele não preciso...
Oh! Oh! Oh!
Oh! Oh!
Oh!
Oooooooooh!
Baby!
Nossa relação
Acaba-se assim
Como um caramelo
Que chegasse ao fim
Na boca vermelha
De uma dama louca
Pague meu dinheiro
E vista sua roupa...
Deixe a porta aberta
Quando for saindo
Você vai chorando
E eu fico sorrindo
(Vá!)
Conte pr'as amigas
Que tudo foi mal
(Tudo foi mal!)
Nada me preocupa
De um marginal...


sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Professores e jornalistas



Nasci e fui criado, felizmente, num ambiente democrático. Na família que me recebeu, mesmo não sendo filho adotivo, fui cercado por dois tipos de profissionais fundamentais em qualquer sociedade: jornalistas e professores. Meu pai e meu tio – Abel Gonçalves- dedicaram boa parte de suas vidas ao exercício de escrever. Vivenciaram períodos complexos  da vida brasileira. Creio, que se saíram bem. Outra parte da família dedicou-se ao ensino. Na época  esses profissionais tinham outra relevância social. Por exemplo: Gilberto Gonçalves, negro, foi professor de química em colégios importantes - aqui em Porto Alegre-  como Julinho, Parobé, Anchieta, Israleita e criou o  cursinho pré-vestibular. Refiro-me ao Curso Piratini e depois o Mauá. Ao falecer virou nome de rua e  escola. Esse tipo de homenagem o tempo não apaga. E para ficar claro estou falando de 1975.  Com essa turma aprendi que liberdade de opinião não deve ser apenas um direito constitucional  mas, sim uma prática. Permitida ou não.  Ou seja, não é o Estado que deve garantir tal exercício, mas sim suas convicções. Isso pode custar caro. Mas, cá entre nós é barato. Não para quem exerce independência intelectual. Em regimes democráticos ou autoritários, é duro.Independência não é uma característica política. É pessoal. Dolorosa de exercer. Indispensável para crescer e viver. Professores e jornalistas, formam e informam. Será? Hoje o primeiro é refém do império dos alunos e o segundo ... o segundo?
Isso me fez lembrar um clássico do grande Milton. Vai lá e veja o Roberto cantando Coração de Estudante.

Imagem by: vivopelavida.com.br

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

O sonho acabou ?

Ontem o Presidente cubano Raul Castro anunciou que a partir de hoje 500 mil trabalhadores públicos da ilha serão demitidos. Nos últimos tempos acelera , de maneira dramática, as mudanças imperativas pelas quais o país terá que passar. Não tem volta. Nos últimos dois anos, o país reduziu drasticamente as importações, congelou contas bancárias de empresas estrangeiras e deu o calote no pagamentos a credores.O sonho esta acabando ou acabou? Fico pensado nos milhares de cubanos e como cada um deles , exceto a tropa privilegiada que sempre existiu, viverá esses novos dias. Para entender mais navego sempre na página  da Yoani Sánchez. http://desdecuba.com/generaciony_pt/ . Leiam abaixo, parte, do comentário recente no qual ela  avalia os novos tempos , vale para reflexão.
by desdecuba
...”Todos estão conscientes de que manter a “caderneta” é insustentável para a economia nacional, porém poucos imaginam a vida sem ela. Desse modo, em nossa casa, decidimos colocar num lugar seguro o pequeno livrinho de folhas quadriculadas que nos entregaram para 2011, pois se for mesmo o último se converterá, com certeza, num documento histórico. Os que defendem sua eliminação imediata asseguram que isso significará o aporte automático de toneladas de mercadoria para venda livre, o que se supõe que provocará uma baixa de preços no mercado não regulamentado pelo estado. Porém, talvez a mudança mais importante que possa ocorrer seja na mentalidade das pessoas, quando sentirem que a pequena porção de alpiste já não está sendo colocada no interior da gaiola, quando começarem a sentir a pressão real de cada uma das grades.” (extraído de http://desdecuba.com/genarciony)
 by beyondrace.com
Este post merece um vídeo  memorável realizado em 1997 pelo Win Wenders que ,em 1999, lançou o documentário  no qual os perfis dos lendários músicos do Buena Vista Social Club mistura-se com registros de Cuba. O vídeo acabou aclamado pela imprensa americana.  "Splendid ... a sheer delight" (New York Post), "glowing-embers documentary " (Washington Post) and "more incisive introduction to the peculiar world of Buena Vista than any live performance could provide" (The New York Observer), the film helped immortalize both the music and its now-famous practitioners who had been living in near poverty, all but forgotten in their own country. Saudado como "esplêndido ... puro deleite" (New York Post) ", documentário-brasas brilhantes" (Washington Post) e "mais incisiva introdução ao mundo peculiar de Buena Vista do que qualquer apresentação ao vivo pode proporcionar" (The New York Observador), o filme ajudou a imortalizar a música e seus famosos praticantes que  viviam perto da pobreza e esquecidos em  seu próprio país. Obs: versão do texto extraído de www.wim-wenders.com/.../buenavistasocialclub.htm
CLIQUE E VEJA o clássico CHAN, CHAN

As 10 melhores peças publicitárias digitais (2000-2010) segundo ONE SHOW INTERACTIVE


 
Os 10 anos do One Show Interactive convidou um time top de criativos para escolher as melhores da década. Em que lugar você acha que ficou a clássica Subservient Chicken , da Crispin Porter criada em 2005 ? E a Dove Evolution , de 2007 feita pela Olgvy?  Vá no link e confira. Alguns criativos comentam sobre o desenvolvimento das peças: http://www.oneclub.org/DigitalDecade/
Tem trilha para voltar aos tempos de criança:
http://www.youtube.com/watch?v=59GM_xjPhco

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Para continuar iniciando o ano e fechar o dia...


 
Pra fechar o dia dois vídeos que , particularmente, creio valerem  a pena assistir. O primeiro em  homenagem ao Geraldo. Gravação de 1985, Festival dos Festivais. Detalhes importantes: Nelson Mota de repórter e o Flach dando entrevista no final comentando a música, e o momento na qual foi concebida, composta por ele e Jerônimo Jardim. Tem mais o vocal do iniciante Gelson.  
O segundo é mais um poema sensacional, de Arnaldo Antunes, com Nando Reis que cai como uma luva para um ano que inicia. Curtam. Só clicar.

Pátria Amada , Festival dos Festivais. 1985


Nando Reis , Não vou me adptar.