sábado, 22 de julho de 2017

Mestre Professor Azevedo partiu


Se você acredita que a vida é uma rotina previsível ledo engano seu. Nos  reserva momentos inesperados. Alguns consideram inexplicáveis. Me enquadro no outro extremo. Qual ? Explicáveis. Não pela razão. Teria alguns exemplos para comprovar tal lógica ou nada lógico. 
Escolhi um fato que permitiu conhecer uma pessoa que foi , sim ele partiu ontem, importante no aprimoramento do meu modesto pensar e viver. Me refiro ao querido amigo e Mestre Professor Antônio Carlos Pradel Azevedo. 
Conheci ele graças a amiga Ana Cássia Henrich e Heitor Kramer em 1999 numa van indo para Santa Cruz. Naquela época a RBS tinha um ciclo de debates , com foco na area de marketing. Convidaram ele e eu para participarmos de um encontro na universidade daquela cidade. Saímos daqui , de Porto Alegre, no meio da tarde. Fomos apresentados já na camionete. Sentamos um de frente para o  outro (aliás que coisa chata viajar "de costas" para o trajeto...rsrsrs). Conversa vai conversa vem e eis que ele me diz que foi professor de biologia do curso pré-universitário Mauá - além disso, por ser muito modesto não comentou que foi um dos fundadores. Nesse momento perguntei: então podes ter conhecido meu tio Gilberto Jorge Gonçalves? Ele disse: sim e adorava ele. Fomos e voltamos, na viagem, falando sobre o meu tio e ele me contando que havia deixado a educação formal para trabalhar como consultor empresarial. Não mais um consultor. Com uma escola absolutamente rara naquela época.


Trabalhando com Pensamento Complexo de Edgar Morin e outros relevantes pensadores. Em 2000 iniciou um trabalho revolucionário na Upper que nos levou a conquistar o 1o e único Leão de Ouro em Cannes (a  mais importante premiação da propaganda mundial) de uma agência do Rio Grande do Sul.
Muito aprendi com ele sobre Edgar, I Shing e saber viver. Um intelectual, um pensador com muita grandeza e simplicidade. Até agosto do ano passado era consultor da Vossa ( empresa que trabalho hoje). Aos 82 anos ia uma vez por semana trabalhar duas horas. Ia de ônibus. Cumpria sua tarefa com a equipe e depois ficava lendo os jornais e fazendo Sudoku. 
Agradeço o privilégio de ter aprendido muito com ele. Ele partiu na madrugada do dia 21.07. Dormindo. 
A foto do barco de papel ganhei dele o livro também.
A foto ,com meus sócios da Upper, com o Leão de Ouro de Cannes é em homenagem a sua contribuição para tal conquista. Aliás , entregamos o diploma de Cannes para ele como reconhecimento.


Outra foto, abaixo, foi feita quando realizamos um encontro com talentos da propaganda brasileira para comemorar tal conquista. Convidamos Márcio Ehrlich, Ehr Ray e Rafael Sampaio.

Trilha para o querido amigo e Mestre Azevedo com outro Mestre.
https://www.youtube.com/watch?v=fDio3_1AaJ8


sábado, 20 de maio de 2017

Encontro com Filipa Pato. Não fui mas adorei.


Sei você deve estar dizendo: como assim ?
Explico.
Ontem essa competente enóloga portuguesa esteve na sede da Porto a Porto , de Porto Alegre, para mais uma "aula" aos profissionais da gastronomia e apreciadores dos bons vinhos.


Chegou na capital gaúcha depois de paradas em São Paulo e Curitiba onde lançou o Post-Quercus um novo rótulo da vinícola assinado  por ela e seu marido o sommelier William Wouters.


O Post-Quercus - ou depois do carvalho -  é elaborado com a uva Baga , da região de Bairradas, e repousa em ânforas de barro. 


Voltando ao encontro ,de ontem, na Porto a Porto foi mais uma atividade que a empresa promoveu  proporcionarando  experiências ricas e qualificação aos profissionais da enogastronomia do Estado. 


Vale um registro de reconhecimento a emrpesa, por sua filosofia empresarial voltada para o mercado. Claro que seus profissionais desde o tempo do Hugo e hoje com o Rodrigo e André Luiz são fiéis implementadores de tal conceito.


O encontro foi impecável e com muito aprendizado irrigado pela  competência, simpatia  e simplicidade da Filipa Pato.


Ah para explicar: 
tinha sido convidado no entanto um compromisso profissional, muito importante não me permitiu participar. Só de ouvir o relato de alguns conhecidos que participaram reafirmo: adorei.
Para fechar tive a felicidade de ser apresentado a Filipa em 2012, pelo amigo André Luiz, no Barranco e recebi essa mensagem bacana.


Trilha com Julieta Venegas (que me lembra um pouco ela) & Marisa Monte.

https://www.youtube.com/watch?v=ICYw_AXhpng



terça-feira, 16 de maio de 2017

Referências para ler, ouvir e até contestar.


Para contextualizar digo que  esse post carrega um pouco do meu Dna. 
Explico. Filho de jornalista(João Alberto Gonçalves) sobrinho de jornalista (Abel Gonçalves) e pai de mais um novo(João Praetzel) . 
Dito isso quero registrar meu agradecimento  a   dois brilhantes profissionais. 
Não por que , eventualmente fizeram algum registro ou me convidaram para participar de uma atividade ou programa.
Mas, sim , pela competência e postura inovadora que conduzem suas trajetórias.
Me refiro a Marta Sfredo de Zero Hora.

Uma das melhores jornalistas de economia do Brasil.
Sim.
Um trabalho consistente e independente. 


Orgulho do jornalismo de exceção.
Outro 
Diego Casagrande.
Melhor programa de rádio hoje no RS.

Defende suas convicções com uma consistência relevante.
Uma raridade, hoje , no radiojornalismo.
Feliz com o registro da Marta.
E, igualmente por ter participado do Rádio Livre hoje.
Trilha:  
https://www.youtube.com/watch?v=7K0SAPZwpLw&list=PLuAAZWzru38nxaNiRFg4kKbTHquXzaZjN

sábado, 13 de maio de 2017

Messias, Humphrey e amigos


Uma das faces bacanas de conviver com os confrades do Humphrey Cigar Club é a possibilidade de relaxarmos no final da tarde falando da pauta do dia (nos últimos nem preciso referir qual é..rsrsrs ). 
Na foto acima da esquerda para a direita: esse escriba, Messias, André Luiz, Antonio Oliveira e Daniel .
Mas, tem outra peculiariedade: conhecer novas pessoas que tem como link  o prazer pelos puros de Havanas ou por sermos discípulos do Baco.
Foi o caso dessa semana.
Para nossa alegria conhecemos um dos descendentes do fundador, Messias Baptista, da Cave Messias. O  senhor Messias Vigário -da terceira geração dessa quase centenária e qualificada  vínicola portuguesa.


O Messias é de uma simplicidade que faz jus ao nome que possui.
Claro, que essas oportunidades acontecem fruto da diversidade do público que frequenta o HP. A presença dele é crédito  do confrade André Luiz Oscar, da Porto a Porto importadora da linha Cave Messias no Brasil.


Aliás , essa semana , tivemos também um outro encontro bacana no HP. Reunião da confraria para um encontro e aprendizado de  harmonização do vinho  Jerez e Brandys com charutos . Teve a presença do Rodrigo (da Porto) que falou, com competência,  sobre harmonização do referido vinho  com puros de Havana e gastronomia.





Buenas voltando ao Messias: na minha saída ele , generosamente, me fez um convite "formal" para visitar a vinícola na Mealhada e comermos um leitão a Bairrada.

É ou não é um Messias ?
Valeu André e Toninho. 


Trilha com a talentosa cantora portugesa. Mariza. Melhor de mim. 
 https://www.youtube.com/watch?v=2UDZH_Htpq8

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Um esporte único. Amo.


Faz 15 anos que aprendi a curtir , respeitar e até praticar esse esporte único. Começou com minha filha, Luciana, que intuitivamente começou a frequentar uma das melhores escolas de hipismo do Brasil:
 Sociedade Hípica Portoalegrense. 

Teve aula com feras. 
Não vou citar todos pois certamente posso esquecer de alguém. 


Neste final de semana aconteceu a 49a edição do The Best Jump. 


Muito feliz por ter assistido , na companhia, dos meus amados filhos Luciana e João mais essa edição. Aliás, comecei a frequentar aulas na Escola para acompanhar meu filho Johny.
Ter conferido  a vitória de um jovem talentoso Felipe Amaral.


Além disso, encontrar amigos e amigas  muitos queridos .
Um grande evento que só existe em funçao de  figuras raras que se  dedicam , de longa data, na sua realização. Jorge Gerdau, João Mazaferro, Julio Rabelo e tantos outros. Mais uma edição vitoriosa rumo aos 50 anos.
 Privilégio , para a Vossa, de participar como apoiadora. 

Tirlha: EWF: https://www.youtube.com/watch?v=gL2MsEbrtgI

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Sexta não Santa.


Mais um final de semana de feriadão. Bom para repor energias. Bom para os apreciadores da boa gastronomia. Sexta-feira Santa foi semana passada. Existem vários pratos maravilhosos que podem ser servidos naquela data. Eu , sempre , vou de  bacalhau. Por essas bandas vamos sempre no tradicional. Legal. Muitos optam por Bacalhau ao Brás. Uma receita clássica que para alguns é um prato da Estremadura, enquanto outros apresentam como um prato de origem lisboeta. Buenas, tudo indica que esta popular receita deve-se a um antigo  taberneiro do Bairro Alto de Lisboa, chamado Brás. Outra clássica é à Gomes de Sà , uma das preferidas por aqui, foi criada por Gomes de Sá , comerciante instalado na cidade do Porto, no final do século XIX , e cozinheiro do restaurante Lisbonense. Enfim daria para citar outras tradicionais que fizemos por aqui.  Como modesto aprendiz sempre faço uma dessas receitas.


Ao mesmo tempo gosto de outras, nem tanto "clássicas". Cito: tomate recheado com bacalhau, bacalhau com Broa e Amêndoa, com arroz negro e espargos verdes, folhado. Daria para citar outras tantas. Hoje optei por bacalhau com espinafre sob cama de cebola e tomate. A receita original inclui purê de cenoura. Não contemplei pois não tinha o ingrediente. Ficou muito bom. Santè. Trilha. Vamos de fado. Aliás , com uma cantora portuguesa reconhecida na Europa e presença  frequente nos palcos do Carnegie Hall. Curtam ai. https://www.youtube.com/watch?v=2UDZH_Htpq8

domingo, 16 de abril de 2017

Aprendendo no México.




Organizando ,alguns, materiais mais antigos eis que "esbarro" com um informativo do SInduscon RS de junho de 2002. Sim 15 anos passados. Olho a capa e lá tem uma foto em destaque. Uma missão de empresários da construção civil do RS que foram ao México participar de um evento do setor. Tive a honra de estar nesse grupo graças ao convite do amigo e talentoso empresário Eduardo Fonseca, Na época ,conhecemos o programa de habitação poupular do governo de Vicente Fox. Baita experiência pois, além de conhecer as estratégias de inclusão , daquele governo, das camadas mais populares na habitação popular tivemos a oportunidade de verificar os métodos produtivos de sistemas pré-moldados em canteiros com 12 mil unidades. . Agradeço ao amigo Eduardo por esse aprendizado- aliás era nossa segunda ida ao país para conhecer a experiência mexicana nesse segmento. Viva o eterno aprender. Na foto da esquerda para a direita: Presidente do Secovi SP , Celso Luiz Pretrucci, Superitendente Nacional da CEF - Jorge Luiz Arraes -, Presidente do México - Vicente Fox -, Presidente do Sinduscon RS - Pedro Silber Tedesco -, Empresário Eduardo Fonseca e esse escriba.